30/06/2017

O Mês de Junho de 2017 marcou Portugal pela tragédia dos Incendios

Um Flagelo que é obra de sucessivos governos dos últimos 50 anos !
 Um país  que sofre e onde andar numa estrada em pleno Verão  pode  causar a morte é um lugar terrível....

01/06/2017

Maio mês da mãe , das flores e de tantos amores !



 











 #######################

UM PALCO

Neste palco esconso que é a vida
Eu tenho uma Alegria repetida

Viajar com amigos
Conviver mil prazeres
Determinar-me em muitos afazeres.

Ter a facilidade
Ser vencedor com honra
Dar- te à felicidade.
Verberar maus momentos
Esforça a coragem na censura dos tempos

Modificando humores e renovando o acto
Sejamos companheiros, actores neste teatro!...



PULSARES

Estou bem ,
num daqueles dias
de acalmia,
num vibrar de paixão
por ter e dar gosto
à vida 
sentindo um
pulsar de reconciliação
ouvindo o estalido
num peito renovado
e sensibilizado 
coração .

Palpação
num vibrar
duma arte natural
oscular 
nuns casulos ao  sol. 

Um céu
de amarelos  claros
vai seduzindo
raios de luz
agrupando
vestais aclarando,
o caminho ao bando .

 José Da Costa Velho

01/04/2017

Março foi um mês de lançamento de livro de poesia


Tivemos  em Março  a "Visiartes" uma feira de Artes Visuais 
onde milhares de pessoas conviveram e apreciaram escultura , 
poesia, fotografia, e Pintura  
Vários  momentos  musicais marcaram o evento




28/02/2017

Vem ai novo livro de poesia

A Nau da Lusofonia 
 tem poetas de nove países ... 

 Em Março será apresentado na "Visiartes "
-

21/01/2017

UM Momento badalado no Mundo Ocidental

A POLICIA DO MUNDO OCIDENTAL
  tem novo cabo de esquadra 
Consta-se que é versado em negócios ,
 e algumas asneiras, 
 criatura capaz de instalar torneiras, 
construir muros  e mudar telhados 
 nessa caverna que domina os prados...

Boas entradas tenha. Com boas ideias venha ! 


30/12/2016

2016 um ano de muita poesia !



COMO ASAS
Vejo a lua a cintilar quando te despes
Mesmo em dias de trovoadas mais agrestes 
O teu corpo desnudo é 
Um poema. 
Perco-me a voar
Neste deslumbre agora 
À tua dádiva 
Em noite amena . 
 O meu querer nunca procura hora .
Vem na ondulação 
Um êxtase derradeiro, 
Faz da nossa união 
Um sentir verdadeiro.
Nós e os laços seguramos abraços
José Da Costa Velho

Tenho chuvas de Setembro,
[ Alfeu Aurora ]
Tenho chuvas de Setembro, 
a marcar as desfolhadas
Hoje cobertas as casas 
Acolheram velhas asas ! 
 Setembro, contentamento
pode dar outra colheita 
Desemboco estiolar 
Sobre uma aura imperfeita .
As vindimas, trazem tréguas
Nos calores da relação 
 Vamos por montes e vales 
Desaguar coração !
Neste caminhar de léguas 
O milho transformo em pão !

14/11/2016

Haja poesia !



Ex vi legis

O melhor poema nunca será publicado
Ele esgotará o tema para que o mundo foi criado.

 A amontoar palavras andamos deslumbrados
 Para sermos submetidos ao pó dos condenados

Aos gritos de coragem terás surdos ouvidos
Cantemos alegrias na cave dos gemidos!


Por força da lei!
.
®- José Da Costa velho

Mudanças nos USA . Elefantes dominam todo o estado !

 Agora basta desdizer o discurso de campanha !

30/09/2016

Setembro é Outono uma estação suave !



VINDIMA
Que matizado
O fascínio do vinhedo 
Vou pelo campo ver a novel pintura 
Ai esta luz que aconchega o enredo …
De ternura .
Força braçal.
Delicadeza
Assaz destreza 
Há pelo Outono, encanto e fantasia 
Há tanto enlevo 
Que me canta o dia !
O que vai para lá do pôr-do-sol 
Não o adivinhas 
Há um odor inebriante nas vindimas.
José Da Costa Velho